Entry: O METRO TOMBOU AO RIO ! 2008.09.21



por José Agostinho Fins

 

Uma vez mais, a quarta desde Janeiro/2008, o Metro de Mirandela, tombou na linha, semeando a morte!!... ceifando vidas!!....  "caiu numa pequena ravina de 4 metros!!!....", segundo ouvi em um dos noticiários da Televisão, nem importa em que canal!!...

Tendo o mais profundo respeito pela vida, e pela morte, bem como pela pessoa humana, não deixo de realçar que o metro já tombou quatro vezes, em oito meses, e que a ravina, no caso vertente, tinha quatro metros, (suponho de profundidade!!...), e foi dita de pequena!!...  o que será uma grande ravina!!??...

 

Desde que me conheço, eu tenho um fascínio por comboios!.. por ventura, pelas suas linhas em perspectiva, convergindo lá longe… não sei bem!...

Com que saudades recordo o comboio parado e a fumegar na bela estação de Mirandela!!... imagens que a memória guardou no tempo, no meu tempo!!...  que bela imagem aquela, fumegante!!.. que fantástica perspectiva!!...   que saudades!!...

 

Durante anos, décadas, o comboio subiu e desceu o vale, acompanhando o rio Tua!... deambulou pelo planalto bragançano, de Mirandela a Bragança!... silvando, assustou, avisou, cumprimentou, deu as "boas horas"… a todos quantos o viam passar!!...  transportou tudo e tantos!!... transportou saudades e lágrimas, sorrisos e esperanças!!...   marcou o tempo!!!..

 

Mas os tempos mudam!.... "mudam-se os tempos, mudam-se as vontades…", como escreveu, sabiamente, o glorioso Poeta, Luís de Camões… e, por conseguinte, o comboio, o saudoso comboio…. diluiu-se, desapareceu, chorou, sangrou fogo….    e, enfim , a "economia", a sábia economia,  fê-lo desaparecer, como que o assassinou!!...  ao que parece a "economia" também mata!!!...

 

Não sei porquê, nem como, talvez fruto dos tempos, da evolução dos tempos,….  eis que aparece a circular nos mesmos carris, no caminho do comboio, o metro de superfície, o metro de Mirandela… que, contrariando a definição de "metro padrão", se tornou maior, esticou, chegou de Mirandela a Carvalhais, depois de Mirandela ao Tua, e de Mirandela a Bruxelas!!...  "e se mais houvera lá chegara!".… São, enfim, os segredos da física, os segredos da ciência, os segredos… certamente os segredos!!....

Ostenta a côr verde, o verde dos campos, o verde da esperança!!?....   mas, esperança de quê!?... de simular o comboio!?...  de substituir o comboio!?..  não sei, e certamente não entendo, nem tenho que saber!!... mas, enfim, dado que não há comboio, pois vejamos o "metro" passar!!...  mas, já que passa, pois que ele passe, que viaje, em segurança!...  com segurança!...  no respeito inquestionável pelas vidas que transporta!!...   isso é absolutamente necessário!!...   é um imperativo!!..   e para que isso aconteça são requeridas condições!!...  sim, são necessárias condições de segurança!!...

 

Não sei porquê, não entendo porquê, mas …  o "metro" tombou ao rio, ou numa pequena ravina de quatro metros!!!... e, pasme-se, desde Janeiro até Agosto já sofreu quatro acidentes, e fez mortes!!... fez mortes!!... matou pessoas!!....  semeou a morte no campo!!.... no mesmo campo onde devem plantar-se e cultivar-se flores!!...

 

O metro tombou ao rio!!...pergunta-se porquê, e como!!??...

 

O que se passa!?... não sei!!...   nem entendo!!... ninguém entenderá!!... nem quero propor nenhuma explicação técnica!!...  alguém o fará, ou fez, no espaço e no tempo certos, e com o rigor cientifico que a vida e a morte reclamam!!...

 

Suponho que o comboio, velhinho e sangrando ferrugem, onde quer que esteja, gelou!!.. chorou!!.. enraiveceu-se, por certo!!!... quis voltar aos carris e devolver essas vidas ceifadas!!...  o rio Tua fez parar as suas águas!!...  "….correu ao mar, o Tejo duvidoso!...", como bem escreveu o genial Poeta!!!...

 

Neste momento de nostalgia, em que a tristeza me invade o peito, em que a incerteza do futuro me angustia a alma…..  fico a pensar e pergunto-me, buscando respostas:

 

- Que é feito do Rio Tua!??... talvez exista apenas nas lágrimas de saudade, de quantos lhe engrossam a corrente!!...

 

- Que é feito do Vale do Tua!??... talvez seja um vale de lágrimas, ou nisso se vá tornando, por sua desventura!!..

 

- Que é feito da linha do Tua!??... talvez o desalinho de mentes desalinhadas, oxidadas, ou assombradas pela economia!!...

 

- Que é feito do comboio do Tua!??... talvez esteja apodrecendo, algures, devolvendo-se à Terra, em óxidos, apodrecendo com a saudade, das saudades que deixou!!...

 

- Que é feito dos Homens!?...  que é feito dos Homens!?...  sim, que é feito dos Homens!!??...

  

   0 comments

Leave a Comment:

Name


Homepage (optional)


Comments